Desembargador João Rebouças toma posse amanhã (6) na Academia de Letras Jurídicas

A Academia de Letras Jurídicas do RN (Alejurn) irá empossar nesta sexta-feira (6), às 19h30, os recém-eleitos imortais desembargador João Batista Rebouças, desembargador federal Francisco Barros Dias e o juiz federal Walter Nunes. A solenidade acontecerá na Academia Norte-Riograndense de Letras, localizada à Rua Mipibú, 443, Petrópolis.

Em nome da Alejurn, o acadêmico e professor Ivan Maciel de Andrade saudará os imortais e para a alocução de agradecimento discursarão os novéis acadêmicos. A sessão será presidida pelo acadêmico e procurador Adalberto Targino.

Os novos acadêmicos, que são notórios juristas, professores universitários, autores de vários livros, doutores em Direito, paradigmas de idoneidade e saber jurídico, foram submetidos a rigoroso exame curricular, ético, cultural e jurídico, para, no final, serem eleitos democraticamente em concorrida eleição, com votos unânimes dos membros da Assembleia Geral, conforme exigência estatutária e regimental da instituição.

A solene de posse dos novos acadêmicos vitalícios contará com a participação da Banda de Música da Polícia Militar, dos cantores Camila Masiso e Diogo Guanabara, e abrilhantada pela Guarda de Honra dos guardiões da PM, com coquetel ao final.

Academia

De acordo com o presidente da Alejurn Adalberto Targino, a Academia é uma instituição jurídica cultural, composta por 40 membros vitalícios, nos moldes da Academia Francesa e da própria Academia Brasileira de Letras, integrada pela fina flor intelectual dos juristas e pensadores do Direito no âmbito estadual, alguns com projeção nacional e internacional.

A Alejurn, afirma o professor Targino, tem por finalidade central o estudo crítico do Direito e, sobretudo, o aperfeiçoamento das letras jurídicas e o resgate da memória jurídica potiguar, expondo as biografias e obras dos grandes mestres que foram destaques como magistrados, professores, membros do Ministério Público, Procuradores do Estado, Defensores Públicos, Advogados privados, isto é, que foram referências como escritores e conferencistas sem nenhuma mácula moral.

A Alejurn é filiada oficialmente a Academia Brasileira de Letras Jurídicas, com sede nacional no Rio de Janeiro, o que assegura aos seus membros vitalícios o titulo de Acadêmicos Correspondentes da co-irmã nacional. Ademais, a Academia potiguar, que mantém revista e jornal próprios, é reconhecida de utilidade pública por leis municipal e estadual.

* Com informações da Alejurn

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200