Assú recebe o Justiça na Praça em clima dos festejos juninos

A população da cidade de Assú, distante 207 km da capital do Estado, recebeu, em clima dos festejos juninos, nesta sexta-feira, 01, a 31ª edição do Programa Justiça na Praça, programa que vem, desde 2007, levando os serviços do Poder Judiciário e dos seus inúmeros parceiros aos cidadãos norte-riograndense espalhados por todo o Estado.

Essa foi a 1ª vez que aquela comarca recebeu o Justiça na Praça, mas o desejo da população em receber o Programa já vem de mais de três anos de espera. Para Assú foram agendadas mais de 300 audiências de conciliação, além de um casamento comunitário que selou a união de 110 casais assuenses, cuja presidência foi da juíza Fátima Maria Soares de Lima.

A coordenadora do Núcleo de Projetos Sócio-ambientais do Tribunal de Justiça, desembargadora Zeneide Bezerra fez a abertura do evento falando da ousadia de Assú em trazer, não apenas um, mas dois programas para aquela terra que é conhecida a cidade dos poetas. Isto porque, além da realização do Justiça na Praça, hoje também foi assinado o convênio para a realização do Programa Justiça e Escola, que vai capacitar professores da rede pública de ensino de Assú para atuarem como multiplicadores dos pilares da cidadania, que são trabalhados pelos professores em sala de aula.

A desembargadora apresentou os Programas do Núcleo aos assuenses utilizando-se de recursos culturais, tais como a música (através de paródias de músicas popularmente conhecidas) e o teatro (contou com a apresentação de grupos teatrais locais).

Convidada a discursar, a juíza presidente da Associação dos Magistrados do Rio Grande do Norte-AMARN, Hadja Rayanne Holanda de Alencar destacou o entusiasmo e determinação da desembargadora Zeneide Bezerra em capitanear as ações do Judiciário em prol do cidadão, especialmente o mais carente, que tanto necessita dos serviços da Justiça para o exercício da verdadeira cidadania. “A AMARN não poderia deixar de fazer este registro, pois a desembargadora Zeneide é uma pessoa especial que está no Tribunal de Justiça tralhando pelo povo. É no Justiça na Praça que ela fica à vontade. Aqui é o seu lugar”, afirmou. Ao final, homenageou a coordenadora do Programa com a entrega de uma placa em nome de todos os magistrados estaduais.

A juíza diretora do Fórum da Comarca de Assú, Aline Daniele Belém Cordeiro Lucas, ressaltou que Assú viveu hoje um dia de festa, pois o Judiciário do RN dedicou um dia inteiro para distribuir justiça na Comarca, oportunizando aos jurisdicionados uma maneira mais fácil e rápida de solucionarem seus conflitos. “O objetivo deste Programa é garantir de forma mais ampla possível o princípio constitucional do acesso à justiça. Toda esta estrutura que vocês estão vendo aqui hoje foi montada com amor e dedicação para atender a cada um de vocês”, externou a magistrada.

O prefeito municipal de Assú, Ivan Lopes Júnior agradeceu à desembargadora Zeneide, a quem chamou de “amiga de Assú”. Para o prefeito, o Programa Justiça na Praça representa uma ação de cidadania que atingi principalmente os mais carentes. Ele agradeceu o empenho e a dedicação de toda a equipe que faz o Programa e agradeceu também a presença dos seus munícipes que tão bem prestigiaram o evento.

“O Programa Justiça na Praça dá um banho de cidadania em Assú, pois leva esta cidadania para as pessoas que mais necessitam, através deste verdadeiro mutirão que a justiça promove pelo bem do povo de Assú”, discursou o prefeito destacando que há três anos tentar levar o Programa para o Município, mas que, por falta de espaço na agenda, ainda não tinha conseguido e graças ao esforço da desembargadora Zeneide esse desejo do povo de Assú pôde ser, enfim, saciado.

Ele fez, ao final, uma homenagem à desembargadora Zeneide Bezerra doando-a um quadro representativo da cultura local e uma cesta com produtos da terra, assim como à juíza Aline Belém. Hoje a justiça está aqui em Assú para dar a dignidade que vocês merecem”, finalizou.

As juízas Hadja Rayanne e Carla Portela falaram ainda sobre os projetos socioambientais do Tribunal de Justiça e das ações que o TJ está promovendo em benefício do meio ambiente, como o que substitui os copos descartáveis por canecas ecológicas e outro que doa os processos que antes eram incinerados para associações de catadores de lixo para que sejam reciclados. Simbolicamente, a juíza Hadja Rayanne entregou uma caneca ecológica para a juíza Aline Belém.

Em seguida, aconteceram algumas apresentações culturais e o tão esperado casamento comunitário. A cerimônia do casamento foi presidida pela juíza Fátima Soares, que falou sobra o valor da família para a prosperidade de uma sociedade. “Com seus gestos vocês contribuem para o progresso de Assú, pois o fortalecimento da família contribui para uma sociedade mais harmônica, já que as lições de cidadania são passadas pela família”, ensinou.

 

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200