Copegam realiza ação em João Câmara

A Comissão Permanente de Gestão Ambiental do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (COPEGAM/TJRN), realizou, na tarde desta segunda-feira, 7, mais uma das suas ações ligadas ao “Ciclo de Palestras sobre Coleta Seletiva”.

A ação ocorreu na sede da “Regional do Mato Grande”, localizada no Fórum Desembargador João Maria Furtado, comarca de João Câmara/RN e a palestra foi ministrada pela Presidente da COPEGAM, a Juíza Fátima Maria Costa Soares de Lima, que também realizou a entrega das “Canecas Ecológicas” aos magistrados e servidores de toda a “Regional do Mato Grande”.

A ação da Copegam contou com a presença da desembargadora Zeneide Bezerra, Coordenadora do Núcleo de Projetos do TJRN, que, na ocasião, também representou a presidente da Corte Potiguar, desembargadora Judite Nunes, além da presença de representantes do Poder Executivo e Legislativo municipal.

A Regional abrange seis Comarcas (João Câmara, São Bento do Norte, Poço Branco, Taipu, Ceará-Mirim, Extremoz) totalizando 17 municípios (Jandaíra, Pedra Grande, São Miguel do Gostoso, Parazinho, Caiçara do Norte, Jardim de Angicos, Bento Fernandes, Barra de Maxaranguape, Rio do Fogo, Pureza, Touros, João Câmara, São Bento do Norte, Poço Branco, Taipu, Ceará-Mirim e Extremoz), sendo coordenada pela Juíza Maria Nivalda Neco Torquato, Diretora do Foro da Comarca de João Câmara.

“Acerca dos cuidados que devemos ter com a natureza, estamos aprendendo agora, somos todos muito crianças, bebês, pela constatação da situação real do nosso planeta, tão devastado, o que sinaliza que ao assegurar um ambiente saudável estamos garantindo uma vida melhor para todos”, comentou a magistrada Dra. Nivalda Torquato.

Segundo a Dra. Fátima Soares, a opção pelo uso das “Canecas Ecológicas” mudou a realidade do Tribunal, porque além da economia que trouxe aos cofres públicos, transformou valores e concepções unindo várias instituições, como o SISJERN e a AMARN e, também, articulando-se com outras esferas de poderes municipais (legislativo e executivo), todos em torno de um só objetivo que é oferecer um ambiente de trabalho adequado à preservação da natureza.

Para a desembargadora Zeneide Bezerra, tem se buscado, com esse “Ciclo de Palestras sobre Coleta Seletiva” e a opção pelo uso das “Canecas Ecológicas”, a garantia de um ambiente equilibrado, sustentável, no âmbito do Poder Judiciário, bem como o envolvimento dos outros poderes e da comunidade em geral, “porque a solidariedade e a dignidade humana andam juntas”, conclui a desembargadora.

 

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200