Juizado Cível e Criminal de Apodi alcança pauta zero

No Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Apodi não há nenhum processo concluso no gabinete da juíza titular pendente de deliberação. Isto é o que é conhecido como pauta zero. E o resultado foi conseguido nessa segunda-feira (16). A unidade conseguiu reduzir um volume de 2.158 processos, presentes no acervo daquela circunscrição em 9 de janeiro, data em que a magistrada Kátia Cristina Guedes Dias começou a atuar naquele juizado.

O acervo processual caiu para 937 feitos, ou seja a diminuição foi de 56,58% no estoque de processos. Foram distribuídos do começo de 2013 para cá, 1385 processos e arquivados 2931 feitos.

A juíza lembra que de 9 de janeiro até 16 de dezembro proferiu 3.378 despachos, 385 decisões e 3.093 sentenças, sendo 676 acordos homologados, totalizando a quantia de R$ 882 mil em acordos, tendo sido realizadas 1.553 audiências de conciliação/preliminar, bem como 260 audiências de instrução.

Nesses pouco mais de onze meses, informa a magistada, foi levantada a quantia de R$ 1,912 milhão por meio de alvarás judiciais, provenientes de cumprimento de acordos homologados ou em razão do cumprimento de sentença/execução. Importante ainda ressaltar que não existia na segunda-feira, nenhum documento pendente de expedição no sistema Projudi.

Kátia Cristina credita os resultados alcançados aos esforços dos servidores que atuam nesta unidade judiciária, com esmero e dedicação, assim como ao presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Aderson Silvino e ao corregedor geral da Justiça, desembargador Vivaldo Pinheiro.

Ela ressalta ainda a atuação da Coordenação Estadual dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais, que frequentemente “têm nos dado o suporte devido para alcançar tão almejada meta, o que só vem apenas corroborar nosso desejo contínuo de cada vez mais aprimorar a prestação jurisdicional".

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200