Implantação do PJe é apontada como prioridade no Encontro Nacional do Judiciário

Na abertura dos trabalhos do 7º Encontro Nacional do Judiciário, na manhã desta terça-feira (19), no Hangar Centro de convenções de Belém (PA), os presidentes dos tribunais superiores de todos os segmentos da Justiça - comum, militar, eleitoral e trabalhista - fizeram suas considerações sobre o que entendem como pontos mais importantes para o planejamento do Judiciário até 2020. O presidente do TJRN, desembargador Aderson Silvino, e o juiz corregedor Diego Cabral, representam a Justiça potiguar no evento.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Joaquim Barbosa, falou da relevância da reunião. “O objetivo deste encontro é permitir um debate com os diversos segmentos da Justiça. Cada um possui suas peculiaridades e tem um papel importante a desempenhar para a melhoria dos serviços. A missão também reside na discussão de ideias e propostas direcionadas para a melhoria do sistema, em especial do nosso mais grave problema, a falta de celeridade", disse, na abertura dos debates.

Entre as prioridades defendidas pelo ministro Joaquim Barbosa estão a manutenção da meta que trata do julgamento de processos de improbidade administrativa, ações para a melhoria estrutural da primeira instância e implantação do Processo Judicial Eletrônico (PJe).

No Rio Grande do Norte, o PJe está sendo adotado por todas as unidades dos Juizados Especiais em Natal e suas três Turmas Recursais, devendo chegar a todas as instâncias da Justiça estadual até o final de 2014.

Os magistrados participarão de reuniões e palestras durante todo o dia. Às 17h serão anunciadas as Metas Nacionais 2014 e os macrodesafios do Poder Judiciário 2015-2020.

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça 7 de Setembro, S/N, Natal/RN, 59025-300 - (84) 3616-6200