Copegam dá início ao ciclo de palestras e entrega de canecas

A Comissão Permanente de Gestão Ambiental-Copegam deu início, nesta tarde, ao ciclo de palestras coletivas de âmbito ambiental e entrega das canecas ecológicas que substituirão os copos plásticos descartáveis utilizados pelo Poder Judiciário. O evento ocorreu no Fórum Distrital da Zona Sul de Natal e teve como objetivo conscientizar a todos os servidores, terceirizados e estagiários do Judiciário Potiguar sobre a importância socio-ambiental de separar corretamente os resíduos gerados nas dependências das unidades do Judiciário Potiguar.

Tal atitude ocorrerá através do método da coleta seletiva que será devidamente explicado a todos como proceder nas palestras organizadas e que serão executadas pela Copegam em todas as comarcas do Estado, até o mês de julho deste ano. As palestras serão acompanhadas de material informativo que ensinará a melhor forma de realizar a coleta seletiva dentro do ambiente de trabalho de cada um servidor.

A coordenadora da Copegam, juíza Fátima Soares, falou da importância do Dia Nacional das Águas, comemorado próximo dia 22, para a educação ambiental no sentido de conscientizar a Instituição da necessidade do cumprimento da Cartilha A3P, que é a Agenda Ambiental na Administração Pública, do Ministério do Meio Ambiente. Inclusive, o TJRN é signatário da cartilha e por isso vem cumprindo as determinações da Política Ambiental através de ações que visam à educação ambiental.

Ela disse que escolheu o dia de São José para a entrega das canecas porque o santo é considerado o padroeiro das águas e agradeceu ao SISJERN e à AMARN pelo apoio dado quanto à aquisição das canecas (o primeiro patrocinou as dos servidores e o segundo as dos magistrados). A juíza falou que as informações passadas nas palestras tem o objetivo de cumprir o papel de passar alguns conceitos básicos sobre o que é e a importância da coleta seletiva.

Um vídeo foi apresentado abordando os resíduos produzidos pela sociedade e quais os impactos que isso gera para o meio ambiente. Após o vídeo, a magistrada explicou que a questão do lixo é um desafio e que a Política Nacional dos Resíduos Sólidos, instituída pela Lei 12.305/2010 veio para uniformizar a legislação sobre o tema. Ela mostrou números que constatam que o aumento na quantidade de lixo produzido só aumenta a cada ano (no mundo são 30 bilhões de toneladas produzidas por ano). A juíza chamou a atenção para o tempo de decomposição de alguns materiais, especialmente o do copo descartável (já que o TJ utiliza uma média de 200 mil por mês).

Quanto às canecas, dra. Fátima Soares explicou que o intuito é o de diminuir a geração de resíduos sólidos gerados no ambiente de trabalho. Nesse projeto do TJ, serão distribuídos 3.017 canecas, sendo 256 para os magistrados e 2.761 para os servidores.

O presidente do SISJERN, Bernardino Fonseca falou do orgulho que o sindicato sente em integrar o projeto. Ele explicou que, quando convidado, levou a proposta para a Direção da entidade, que prontamente entendeu a importância da iniciativa. “Não basta saber que está errado. Precisamos mudar esse mundo que está aí. Precisamos repensar nossas ações”, conclamou pregando a união de magistrados, servidores e sociedade para a construção de um meio ambiente melhor.

A desembargadora Maria Zeneide Bezerra, coordenadora do Núcleo de Programas e Projetos Sócio-Ambientais do Tribunal de Justiça do RN, que na ocasião, representou a presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Judite Nunes, falou da importância da Copegam. Ela falou que ficou muito feliz pela escolha da dra. Fátima para coordenar a Copegam, quando da sua instituição. Para ela, a juíza é a pessoa ideal para a função em virtude de seu perfil e por sua experiência em ações sociais promovidas na Comarca de Mossoró.

Para a desembargadora, estamos muito distantes do que a natureza quer, nas precisamos particularmente fazer como indivíduos, cada um fazendo sua parte. Nesse aspecto, a educação e a consciência são fundamentais. Por fim, parabenizou a todos os que fazem a Copegam. Em seguida, as canecas foram entregues para os servidores e magistrados daquela unidade judiciária.

Na plateia estavam também o juiz José Undário, o juiz Jorge Carlos, vice-presidente da Copegam, representando a AMARN; o diretor do Fórum Miguel Seabra Fagundes, Roberto Guedes; o presidente e coordenador do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário, Bernardino de Senna Fonseca; a presidente e a vice-presidente da Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica-ABMCJ, Ana Thereza Albuquerque e Lúcia Jales, respectivamente, a equipe do Planejamento Estratégico do TJ, coordenada por Maristela Freire além de servidores do Fórum.

A entrega das demais canecas, bem como a realização das demais palestras segue a programação seguinte:

 

Programação

 

- Fórum Zona Sul: 19 de março

- Comarca de Mossoró: 23 de março

- Comarca de Currais Novos: 16 de abril

- Fórum da Zona Norte e visita ao Juizado Especial Cível: 23 de abril

- Comarca de João Câmara: 07 de maio

- Juizado Central: 18 de maio

- Anexo do Fórum de Mossoró e visita ao Arquivo Geral: 28 de maio

- Comarca de Parnamirim: 11 de junho

- ESMARN: 15 de junho

- Comarca de Tangará: 22 de junho

- Fórum Miguel Seabra: 29 de junho

- Sede do Tribunal de Justiça (Justiça na Praça por ocasião dos 120 Anos do TJRN): 04 de julho.

 


 

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200