Público de 18 mil pessoas participa do Justiça na Praça em Maxaranguape

Cerca de 18 mil pessoas participaram da edição do programa “Justiça na Praça”, ocorrido na última sexta-feira (13), no município de Maxaranguape. De acordo com informações do Núcleo de Ações e Projetos Socioambientais do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), foram realizados aproximadamente 15.560 atendimentos no local. O resultado é parcial. Nos próximos dias o TJRN divulgará o balanço completo.

A população do município, localizado no litoral Norte do Estado, pôde desfrutar de uma série de serviços, como o casamento comunitário, plantões jurídicos, audiências de conciliação, orientações gerais ao cidadão, além da emissão de documentos, quando a população pode garantir em poucos minutos a confecção de carteira de identidade, CPF, título de eleitor, entre outros.

Para desempenhar com excelência as tarefas disponibilizadas, o TJRN contou com diversos parceiros, como é o caso da Prefeitura Municipal de Maxaranguape, Ministério Público, OAB/RN, Defensoria Pública e Governo do Estado.

Resolutividade

De acordo com a coordenadora do setor de Plantão Judiciário, juíza Fátima Soares, dos processos agendados para audiências de conciliação, quase 100% puderam ser resolvidos por meio de acordos (98%). Entre as ações mais procuradas estavam a de reconhecimento voluntário de paternidade, ações de alimentos e divórcios consensuais.

Além de Fátima Soares, os juízes Jessé Alexandria e Cleudson Vale, do TJRN, também realizaram audiências no município. O vice-presidente do TJRN, desembargador Saraiva Sobrinho, e a coordenadora do Núcleo de Projetos, desembargadora Zeneide Bezerra, destacaram a importância social do projeto, um dos baluartes do Poder Judiciário potiguar. “Estamos aqui para beneficiar você, cidadão. É muita satisfação para nós”, frisou a magistrada.

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200