CNJ contabiliza quase 90 mil questionários respondidos no Censo do Judiciário

Até o início da tarde desta sexta-feira (6), mais de 87 mil servidores dos 94 tribunais existentes no Brasil responderam ao Censo Nacional do Poder Judiciário, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O questionário está disponível para os funcionários desde 26 de agosto e ficará disponível durante 45 dias. Nas últimas 48 horas, mais de 11 mil servidores de todo o país responderam as 39 questões que constam deste levantamento.

O presidente da Corte Estadual de Justiça, desembargador Aderson Silvino, destacou esta semana a importância da participação de todos os servidores do Judiciário potiguar neste censo, instrumento que irá proporcionar avanços na Justiça brasileira e vai aumentar o nível de conhecimento sobre o que os servidores pensam sobre seu trabalho, o Poder Judiciário e os caminhos para o futuro. Ele lembra que em média, o questionário pode ser respondido em até 5 minutos.

Dados do dia 4 de setembro, divulgados pelo CNJ, indicam que na instância superior da Justiça, em que trabalham 8.141 servidores, 1.479 pessoas já participaram do Censo, ou 18,17% do total. As informações fornecidas, como o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o e-mail institucional, pelo participantes no preenchimento das resposta são sigilosas.

O questionário foi elaborado por especialistas do Departamento de Pesquisas Judiciárias (DPJ), do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e pretende descobrir desde o grau de envolvimento dos servidores com suas atividades até o nível de satisfação com as funções e o local de trabalho. A pesquisa também toca em pontos menos subjetivos, como a média de horas trabalhadas no dia, o nível de escolaridade e o estado civil.

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça 7 de Setembro, S/N, Natal/RN, 59025-300 - (84) 3616-6200