Justiça na Praça em Parnamirim tem meta de 60 mil atendimentos

O programa Justiça na Praça, que começou mais uma edição, na manhã desta sexta-feira (23), em Parnamirim, tem a meta de atingir cerca de 60 mil atendimentos, segundo previsão dos coordenadores. É a terceira vez que o município recebe o evento, que oferece os serviços do Judiciário, gratuitamente, à população, como o plantão jurídico e as audiências pré-agendadas, nas Varas Cíveis e de Família.

"Mas, podemos ultrapassar esse número, é uma meta apenas", antecipou a coordenadora do Núcleo de Projetos Socioambientais do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargadora Maria Zeneide Bezerra, pouco antes da abertura oficial do evento, feita pelo presidente da Corte potiguar, desembargador Aderson Silvino.

A meta também engloba, além dos serviços do Judiciário, outros benefícios, oferecidos por parceiros como o INSS, TRE, Cartórios, Detran, OAB, bem como pelos projetos sociais do Poder Judiciário, que envolve o Núcleo de Orientação e Apoio ao Dependente Químico de Natal (Noade) e o Novos Rumos na Execução Penal.

Casamentos

Segundo os organizadores, foram 360 audiências agendadas, além de 231 casamentos comunitários, que contribuirão para os números do evento serem atingidos.

No entanto, para o casal Alex de Almeida da Silva e Suely dos Santos, o momento é mais que uma estatística. Para eles, é uma oportunidade de oficializar uma união, que já existe há oito anos. "Se não fosse o evento hoje não teríamos como estar aqui, porque não teríamos como pagar essa despesa", comenta a noiva, enquanto o futuro marido já antecipava o próximo objetivo: "Depois daqui, casaremos na igreja", comemora o noivo.

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200