Segundo Juizado Cível atinge produção recorde

Trabalho conjunto desenvolvido por magistrado, assessores judiciários, servidores e estagiários tem rendido produção recorde ao 2º Juizado Cível Central do Tribunal de Justiça do RN, este ano. Para se ter uma ideia do esforço da equipe, ao mesmo tempo em que 1.229 novos processos foram distribuídos, 1.343 foram arquivados, ou seja, solucionados, de janeiro a agosto deste ano. Com isso, o juiz em substituição legal no Jesp/Cível, Agenor Fernandes, atingiu uma média considerável – solucionar mais processos do que a demanda nova.

Ele destacou como primordiais a dedicação dos funcionários e a metodologia utilizada, focada acima de tudo na agilidade.“Conseguimos esta marca graças a muito trabalho, muitas audiências e graças a uma equipe maravilhosa, que se esforça e dá resultado”, frisou o magistrado. Também de janeiro a agosto, 1.061 sentenças foram proferidas e 312 acordos firmados.

O 2º Jesp/Cível conta com oito servidores, entre efetivos, estagiários e assessores. “Ele [o magistrado] nos cobra, faz com que acompanhemos o ritmo dele, que é de muito trabalho, e a gente tem feito o possível para corresponder às expectativas”, disse a diretora de Secretaria, Sinara Rodrigues. “Todos os dias eu trabalho como se estivesse fazendo correição. Nossa obrigação é atender as expectativas da sociedade, com uma Justiça célere e eficaz, e eu luto todos os dias por isso”, completou Agenor Fernandes.

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200