Caso F. Gomes: prossegue júri de apenas um dos réus

O Júri popular sobre o caso do radialista Francisco Gomes de Medeiros, o F. Gomes, teve início no fim da manhã desta segunda-feira (5), mas voltado a apenas um dos acusados, o mototaxista João Francisco dos Santos, conhecido como “Dão”. A defesa do outro réu, Lailson Lopes, também chamado de “Gordo da Rodoviária”, pediu afastamento pelo critério de suspeição.

Segundo informações da Vara Criminal de Caicó, município onde o crime ocorreu, não há previsão de término para o julgamento que iniciou com a oitiva de testemunhas, no plenário Siloê Capuxu, no Fórum Amaro Cavalcante, no Centro de Caicó, sendo presidido pelo juiz Luiz Cândido de Andrade Villaça.

Segundo o Ministério Público, 'Gordo' e 'Dão' são acusados de autoria intelectual e material, respectivamente, no assassinato do radialista mais conhecido como F. Gomes, o qual foi morto a tiros na noite de 18 de outubro de 2010, em Caicó.

O radialista da Caicó AM foi atingido por três tiros de revólver na calçada de casa, na rua Professor Viana, no bairro Paraíba, em Caicó. Vizinhos ainda o socorreram ao Hospital Regional de Caicó, mas F. Gomes não resistiu aos ferimentos.

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200