Acusado de esfaquear mãe e filho no trânsito vai a Juri Popular

O juiz Ricardo Procópio Bandeira de Melo, da 3ª Vara Criminal de Natal, admitiu a acusação feita pelo Ministério Público e pronunciou Wagner Gomes de Lima, acusado de matar uma mulher utilizando-se de uma faca e tentar contra do filho, em janeiro deste ano. O fato ocorreu no início deste ano em pleno trânsito na avenida Bernardo Vieira.

Assim, o réu vai a julgamento pelo Tribunal do Júri Popular responder à acusação pela prática de homicídio qualificado, cometido à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido, quando a vítima fatal. Em relação a vítima sobrevivente, irá responder por tentativa de homicídio.

O magistrado negou o pedido de Wagner Lima para aguardar o julgamento em liberdade, como forma de garantir a ordem pública e porque ele é reincidente, pois já foi condenado em processo criminal, por crime de estupro, e está cumprindo pena, conforme ficou demonstrado nos autos.

“Além disso, a própria gravidade objetivo do fato pelo qual está sendo agora pronunciado, revela traços de violência personalidade do acusado”, considerou.

Desta forma, entendeu que, tanto pela sua propensão para condutas antissociais, tanto pelo perfil de violência que lhe marca a personalidade, “deve o acusado permanecer preso, a bem da ordem pública, pois, em liberdade, ele põe em xeque a paz social”. 

Processo nº 0100559-76.2013.8.20.0001

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200