TJRN realiza Reunião de Análise da Estratégia (RAE)

As estratégias do Poder Judiciário do Rio Grande do Norte para atender melhor ao cidadão, acelerar o trabalho e tornar a gestão mais eficiente foram discutidas na primeira Reunião de Análise da Estratégica (RAE) do TJRN, realizada nesta tarde, na sala de reuniões da presidência, na sede do tribunal. Na ocasião, foi avaliado o cumprimento das metas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para os tribunais de todo o país.

A reunião contou com uma apresentação da Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica (SPGE) e contou com os integrantes do Comitê Gestor da Justiça Estadual. O comitê é composto pelo desembargador presidente do Tribunal de Justiça Aderson Silvino, os juízes auxiliares Fábio Filgueira e Raimundo Carlyle, a juíza auxiliar da Corregedoria, Patrícia Gondim, a juíza coordenadora da Esmarn, Ticiana Nobre, o juiz representante da Amarn, Odinei Draeger, e o secretário-geral Wlademir Capistrano.

De posse de informações referentes ao primeiro semestre do ano, os participantes realizaram a análise dos 46 indicadores que devem ser monitorados para o cumprimento de metas, além de tratarem dos ajustes de rumos que devem ser adotados para o alcance de tais objetivos.

O secretário de Planejamento, Heitor César, mostrou o comparativo entre a realização das metas do TJRN neste primeiro semestre com relação a anos anteriores e a outros tribunais. Os dados serão divulgados ao final das aferições, em dezembro. Até agora, duas metas das seis previstas para este ano foram atingidas: a Meta 2 e a Meta 16. A primeira visa o julgamento, até o fim de 2013, de 90% dos processos distribuídos, em 2008, nas Turmas Recursais Estaduais, e no 2º grau da Justiça Estadual. Já a Meta 16 busca fortalecer a estrutura de controle interno no Tribunal.

O presidente do TJRN destacou que “não se pode tocar o Poder Judiciário com amadorismo. Existe a necessidade de se mostrar resultados, a população espera e exige isso, e nosso papel é garantir uma máquina competente”.

Entre os indicadores definidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) já superados no primeiro semestre deste ano estão os de inserção de notícias positivas na mídia e o índice de pessoas atendidas por programas sociais promovidos pela Justiça potiguar. Outro assunto tratado foi a aplicação de boas práticas recomendadas pelo Poder Judiciário para a atividade fim, ocasião em que foram destacados o programa Expresso Judiciário, o incremento do setor de Controle Interno, a realização de mutirões, entre outros.

O Comitê Gestor do TJRN realizará outras três Reuniões de Análise da Estratégia em 2013, entre agosto e novembro.

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça 7 de Setembro, S/N, Natal/RN, 59025-300 - (84) 3616-6200