Procura de casais para inscrição no "Justiça na Praça" tem sido de dez por dia

O 2º Ofício de Notas de Parnamirim tem recebido uma média diária de dez casais interessados em participar do casamento comunitário que acontecerá na cidade durante a 32ª edição do programa “Justiça na Praça”, coordenado pelo Núcleo de Programas e Projetos Socioambientais (NPPS) do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), no dia 23 de agosto. As inscrições prosseguem até 30 de julho. O cartório está situado à avenida Brigadeiro Souto, 10, bairro Boa Esperança, próximo ao centro da cidade.

A expectativa dos organizadores do Justiça na Praça é a realização de 200 matrimônios durante o evento. Para inscrever-se para o casamento comunitário o casal precisa levar as suas cédulas de identidade com cópia, comprovante de residência, certidão de nascimento atualizada em 90 dias e duas testemunhas. O casamento será celebrado pela juíza Fátima Soares, titular da 1ª Vara da Família da Zona Sul de Natal.

No dia 20 de agosto, às 19h30, haverá reunião no Teatro Municipal, com todas as informações sobre o casamento e uma palestra sobre adoção. Os telefones do 2º Ofício de Notas são 2020-3200 e 3272-2295.

Saiba Mais

Desde que foi iniciado em 10 de março de 2007, no município de Taipu, o programa “Justiça na Praça” registra 5.500 casamentos em celebrações comunitárias, presididas por magistrados do Judiciário Estadual.

Em duas ocasiões este ano, uma durante o Ação Global realizado no Complexo Cultural da Zona Norte da capital em 18 de maio e outra, na Praça Sete de Setembro, na edição especial do Justiça na Praça em 4 de julho foram celebrados 191 casamentos, atendendo casais das regiões Norte, Oeste e Sul de Natal.

Os casais regularizam sua situação perante a Justiça, sem custo, e saem da cerimônia com a certidão de casamento em mãos. Para a desembargadora Zeneide Bezerra, coordenadora geral do Núcleo, o papel do Poder Judiciário é facilitar o acesso do cidadão aos seus direitos básicos e o programa é um exemplo disso. Por isso é preciso fazer a inscrição com antecedência para que seja dada entrada nos documentos necessários para oficializar a união de cada casal.

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200