Assessor do TJRN é selecionado para curso de mediação nacional

O assessor de Planejamento Estratégico dos Juizados Especiais, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), Cláudio Viana, foi selecionado para participar do 1º Curso Básico de Mediação à Distância, promovido pelo Ministério da Justiça. Ao todo, dois mil dos mais de quatro mil inscritos deverão cursar as aulas à distância do pré-curso, que possibilita o nivelamento dos participantes, assim como garantir a familiaridade com conceitos que serão abordados no curso.

A grande procura pelo curso revelou a importância dos métodos apropriados de resolução de conflitos para a sociedade brasileira”, destacou Flávio Caetano, secretário de Reforma do Judiciário. As aulas serão ministradas por meio de vídeos e outras técnicas oferecidas pelos instrutores da Escola Nacional de Mediação e Conciliação (Enam), instituição formada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pela Secretaria de Reforma do Judiciário (SRJ). Ao final, os alunos responderão a um questionário.

Viana foi selecionado numa avaliação que contou com interessados de todo o país. Para pleitear uma vaga no 1º Curso Básico, os participantes tiveram que ter aproveitamento mínimo de 70% nas aulas; além de ser, preferencialmente, servidores indicados dos Núcleos Permanentes de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos e já possuírem experiência ou curso em resolução de conflitos.

Curso

O 1º Curso Básico está previsto para começar no dia 5 de agosto e pretende capacitar os alunos na resolução de conflitos por meio de técnicas de mediação com enfoque na harmonização efetiva de partes em conflito. “É preciso expandir a cultura da conciliação no Brasil e, para isso, temos de formar pessoas capacitadas tecnicamente nos métodos alternativos de resolução de conflito. A difusão da cultura da conciliação diminuirá bastante a entrada de processos no Judiciário brasileiro”, defende o conselheiro José Roberto Neves Amorim, coordenador do Comitê Gestor do Movimento pela Conciliação do CNJ.

Criada em 2012, dando continuidade à Política de Nacional de Mediação e Conciliação, a Escola Nacional de Mediação e Conciliação (Enam) pretende formar até 2014 cerca de 400 instrutores para disseminar as práticas em todos os tribunais brasileiros. Além disso, serão promovidos cursos presenciais para formar 10 mil mediadores e 10 mil conciliadores até dezembro de 2014.

 

Com informações do Ministério da Justiça

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200