Controle Interno: manual evitará riscos nos processos administrativos

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, ao lado do TJ do Ceará, largaram na frente no objetivo de reduzir os riscos de operação nos processos administrativos. Trata-se da implantação dos chamados "Manuais de Controle Interno", que devem ser criados em todos os tribunais do país.

O Manual, de acordo com o coordenador do Controle Interno do TJRN, José Jailson da Silva, já vinha sendo desenvolvido na Corte Potiguar, mas foi formalizado por meio da Resolução nº 26 de 2013.

“O manual envolve as principais rotinas, analisando-as e, desta forma, facilitando o diagnóstico dos possíveis problemas e, na sequência, soluções”, explica o coordenador, que irá a Brasília, para discutir com representantes de outros tribunais os fluxos dos Controles Internos.

De acordo com Jailson, o manual é composto de cerca de 30 itens e servirá como uma espécie de guia, em especial para novos servidores, disciplinando os procedimentos corretos, da primeira à última etapa, a fim de evitar, por exemplo, contratações equivocadas, bem como os procedimentos corretos das prorrogações de contratos, entre outros assuntos.

O manual vem para cumprir o item 4 da Meta 16 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Desta forma, o TJRN e o TJCE são os primeiros a definirem esse cumprimento.

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça 7 de Setembro, S/N, Natal/RN, 59025-300 - (84) 3616-6200