Para conselheiros, situação do Ceduc Pitimbu é uma das mais graves no país

A situação do Ceduc Pitimbu é uma das mais graves em todo o país, segundo opinião de representantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) que realizaram hoje visita às unidades do sistema socioeducativo do Rio Grande do Norte.

Os conselheiros argumentaram que uma solução mais próxima para o problema do sistema socioeducativo potiguar só vem mesmo a partir da formação de uma rede de apoio. “Uma articulação constante entre o MP, CNJ, entidades públicas e Poder Judiciário para resolver questões como essa do Ceduc”, ressalta o promotor de justiça da Bahia, integrante do CNMP, Carlos Martel.

“O sistema como um todo no RN está aquém. Não apenas na infraestrutura, mas de pessoal também que apoiem no integral cumprimento da medida socioeducativa”, acrescenta o juiz José Dantas de Paiva. A comissão vistoriou ainda o Ciad da Cidade da Esperança, também interditado por falta de condições físicas e de pessoal, bem como o Ceduc Nazaré, a fim de verificar os prazos dados pela Fundac para as adequações determinadas nas Ações Civis Públicas movidas pelo Ministério Público e concedidas pelo Poder Judiciário.

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça 7 de Setembro, S/N, Natal/RN, 59025-300 - (84) 3616-6200