Representante da FBAC realiza inspeção na APAC Macau

Publicado em Quarta, 29 Maio 2013 15:41

A Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) de Macau recebeu, na semana passada, período de 20 a 24 de maio, representante da Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC), o inspetor de metodologia Wellington Cezário, que realizou visita de inspeção naquela unidade prisional.

O chamado método APAC, desenvolvido como alternativa ao sistema comum de cumprimento de pena em vários Estados brasileiros, visa à recuperação e reintegração social dos indivíduos condenados à pena privativa de liberdade.

Responsável pela congregação das APAC’s de todo Brasil e do exterior, a Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados tem o objetivo de contribuir com a consolidação da metodologia e garantir a uniformização na aplicação do método, assumindo também a tarefa de fiscalizar e oferecer orientação às Associações, zelando pelo cumprimento se suas metas.

Com esses propósitos, fora realizada a visita de inspeção na APAC Macau. Dentre vários outros pontos abordados, o inspetor de metodologia elogiou o empenho da equipe que está à frente da Associação, enfatizando a necessidade de uma melhor e maior estrutura física para a aplicação da metodologia em sua plenitude.

Integrando a inspeção, reuniões com os recuperandos, com a equipe de funcionários e com a Direção da APAC constituíram importantes momentos de orientação a todos da Unidade. Presente durante todo o período de inspeção, a equipe do Programa Novos Rumos na Execução Penal igualmente partilhou das recomendações e experiências vivenciadas na Unidade.

Além da atividade de inspeção, Welington Cezário também participou de dois encontros do Curso de Voluntários do Método APAC, ministrando as aulas referentes àqueles dias.

No contexto do Método APAC, o voluntário e o Curso para sua formação constitui elemento de grande importância, uma vez que o trabalho voluntário está na base da metodologia. Este ano, o Curso de Voluntários do método APAC teve início no mês de março, com previsão de conclusão em junho próximo e conta com a participação da comunidade e de diversos palestrantes entre eles Juízes, Representante do Ministério Público da comarca de Macau/RN, representantes do Conselho Estadual de Direitos Humanos do RN e de servidores do Programa Novos Rumos na Execução Penal do TJRN.

No Estado do Rio Grande do Norte, o método APAC vem sendo fomentado pelo Tribunal de Justiça, através do Programa Novos Rumos na Execução Penal.