Elefante Verde: TV Justiça exibe documentário com ação do TJRN às 18h

A TV Justiça, emissora de televisão do Supremo Tribunal Federal e que cobre o trabalho do Judiciário brasileiro, exibe nesta terça-feira (23) às 18h, o documentário “Meio Ambiente e Sustentabilidade”, da série “Justiça Seja Feita”, com experiências e projetos socioambientais de tribunais de Justiça do país. Entre as atrações do programa está o projeto “Elefante Verde”, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN). A produção mostra atividades de contato de crianças com noções de preservação, desenvolvidas no Ecoposto do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), na Área de Proteção Ambiental (Apa) Bonfim-Guaraíras, em Nísia Floresta. O programa será exibido na quarta-feira (24) às 9h, quinta-feira (25), às 10h30 e na sexta (26), 9h30.

O telespectador pode sintonizar a TV Justiça na programação das operadoras de TV por assinatura nos canais 117 da Sky, 120 da ClaroTV ou Via Embratel, 21 da Oi TV, 209 da DirecTV, 232 da GVT e ainda ao vivo por meio do site da emissora (www.tvjustica.jus.br). Em Currais Novos, a operadora Sidys oferece o sinal da emissora no canal 22. Pode também ser assistida no canal 15 da TCM Mossoró.

Cerca de 200 alunos de escolas municipais de Nísia Floresta e Currais Novos participaram das gravações do documetário no dia 20 de março. Muitos deles fizeram questão de plantar mudas de Guabiraba e Ipê Roxo, entre outras variedades, junto com a desembargadora Zeneide Bezerra, coordenadora geral do Núcleo de Programa e Projetos Socioambientais do TJRN; da juíza Fátima Soares, diretora do Fórum Distrital da Zona Sul e coordenadora da Comissão Permanente de Gestão Ambiental (Copegam) e da prefeita do município, Camila Maciel Ferreira.

O programa mostra depoimento das duas magistradas sobre as ações ambientais do Tribunal, do professor Wellington de Medeiros, da área de Biologia da Escola Estadual Instituto Vivaldo Pereira, em Currais Novos, e da estudante do ensino médio, Alice Soares.

A equipe de produção do documentário contou com o diretor de Fotografia Leonardo Good God e o assistente Bruno Soares, além da sonorização de Marco Aurélio. A produção é de Ana Luíza Bicalho. O filme com 23 minutos de duração também irá mostrar ações ambientais realizadas pelos TJs do Amazonas e do Distrito Federal.
 

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200