Prefeitos destacam prestação de serviços jurídicos pelo “Justiça na Praça”

Uma população, que somada, reúne mais de 280 mil pessoas poderá ter acesso entre agosto e setembro a uma série de serviços oferecidos pela Justiça Estadual e outros órgãos públicos durante as quatro edições do programa “Justiça na Praça” em 2013. Prefeitos de Parnamirim, Pau dos Ferros, Monte Alegre e Maxaranguape reconhecem a importância da prestação jurisdicional a ser feita pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte para seus habitantes. “Já sediamos este evento uma vez, com grande repercussão na cidade, sobretudo em favor das pessoas menos favorecidas, com diversos serviços colocados à disposição dos cidadãos, com acesso rápido a todos eles”, lembra o prefeito de Parnamirim, Maurício Marques. O município possui cerca de 220 mil habitantes, sendo o terceiro maior do Estado. Na cidade integrante da Grande Natal, o evento ocorrerá nos dias 22 e 23 de agosto.

Prefeita do município litorâneo de Maxaranguape, Maria Ivoneide da Silva, destaca ter visitado edições do “Justiça na Praça”, em Ceará-Mirim e Extremoz. Pode ver a contribuição da iniciativa para permitir que as pessoas possam obter certidões, documentos e resolver questões jurídicas. “Facilita para todos ter a oportunidade de resolver muita coisa em um só lugar, onde está a mão uma gama de serviços jurídicos”, salienta Ivoneide, que administra município com mais de 10 mil moradores, que vivem sobretudo do turismo, do pescado e da agricultura. “A população vai aderir em peso ao programa, pois já estamos divulgando na cidade”, reforça. As atividades em Maxaranguape irão ocorrer nos dias 5 e 6 de setembro.

“Este é um tipo de iniciativa que traz considerável benefício social para quem reside nas cidades do interior”, observa o prefeito de Monte Alegre, Severino Rodrigues da Silva. Para o governante, o programa vai ajudar a diminuir a carga de processos no fórum local e ao mesmo tempo melhorar a vida das pessoas quanto a prestação de serviço pela Justiça do Rio Grande do Norte. Na cidade do agreste, vivem aproximadamente 24 mil pessoas, que vivem da lavoura e da pecuária e atualmente enfrentam forte período de estiagem.

Polo educacional em consolidação, recebendo estudantes de estados vizinhos como Ceará, Paraíba e Piauí, além de mais distantes como São Paulo e Rio Grande do Sul, a cidade de Pau dos Ferros deve sediar durante o “Justiça na Praça” a presença de mais de 200 casais para a cerimônia de casamento coletivo durante o evento, marcado para os dias 13 e 14 de dezembro. Segundo o prefeito Fabrício Torquato, o programa não servirá apenas para a cidade que administra, mas também para as populações dos 36 municípios que ficam no entorno de Pau dos Ferros.

“Dispomos de um  grande espaço para sediar os estandes e nossa expectativa é a de que  o maior número possível de pessoas possam ter acesso a esta prestação de serviço do TJRN”, acredita. Vinte e nove mil habitantes é a população estimada, atualmente, para a cidade que por dia registra a passagem de 60 mil a 80 mil pessoas em virtude da existência de unidades de ensino como Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFRN), Universidade Federal do Semi-Árido (Ufersa) e da Universidade Estadual (UERN).

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200