Varas cíveis discutem crescente demanda de processos

Os magistrados das Varas Cíveis Não Especializadas da Comarca de Natal, se encontraram na última quinta-feira (26), no auditório do Fórum Miguel Seabra Fagundes, para discutir a crescente demanda de processos que chegam todos os dias ao Judiciário.

O Encontro foi idealizado pela juíza da 8ª Vara Cível da Comarca de Natal, Virgínia de Fátima Marques Bezerra, e além de todos os juízes titulares das varas, foram convidados o juiz Diretor do Foro da Comarca de Natal, Roberto Guedes; os juízes auxiliares que atuam nessas Varas; o Corregedor Geral de Justiça, desembargador Cláudio Santos, que não pode comparecer a reunião; a coordenadora do Planejamento Estratégico, Maristela Freire; e a servidora Lúcia Helena, do setor de Recursos Humanos do Fórum.

De acordo com a juíza, o volume de processos que chegam às varas cíveis é superior a capacidade das varas. Ela afirma que 98 novos processos chegam por mês só na 8ª Vara Cível, que atualmente possui 3.745 processos, e que o número de processos arquivados não é superior ao que chega. A intenção dos magistrados é criar meios que possibilitem uma resposta mais célere ao jurisdicionado.

Durante a reunião, várias sugestões foram colhidas e serão encaminhas para apreciação da Presidência do TJRN e da Corregedoria de Justiça. As sugestões trazem soluções a curto, médio e longo prazo, sem custo para o TJ e sem a realização de concurso público, entre as ideias está a organização de mutirões.

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200