Boletim 26-08-2013

COORDENADOR DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE DO JUDICIÁRIO DEFENDE EXTINÇÃO DA FUNDAC

O juiz José Dantas de Paiva, coordenador da Infância e da Juventude do Poder Judiciário do Rio Grande do Norte, prepõe a extinção da Fundação Estadual da Criança e do Adolecente (Fundac). Para ele, a instituição deixa a desejar na administração das 8 unidades do Sistema Socioeducativo do Estado.

O magistrado destaca que, além da falta de recursos financeiros, a entidade peca na falta de uma política pedagógica e terapêutica que proporcione aos menores infratores atividades educacionais, esportivas, culturais, de lazer, bem como cursos profissionalizantes. Com cerca de 70% do quadro funcional da entidade governamental prestes a se aposentar, José Dantas defende uma nova formatação para o órgão, com uma estrutura enxuta e cargos preenchidos por concurso público.

Ao visitar as unidades de Mossoró esta semana, José Dantas, recebeu o apoio de representantes do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase) e do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda). Colegas do Judiciário e promotores estaduais também compartilham da mesma opinião.

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200