Boletim - 22-05-2013

TJ SE REÚNE COM REPRESENTANTES DE BANCOS

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte deu mais um passo, na manhã desta terça-feira no objetivo de ampliar a cultura da conciliação no estado. Desembargadores e juízes realizaram uma reunião com executivos de instituições financeiras e bancos, que estão entre os maiores geradores de processos. A juíza Sulamita Pacheco, coordenadora do centro de conciliação do primeiro grau, apresentou as experiências do poder judiciário potiguar aos representantes dos bancos e instituições, que conheceram as vantagens da prática da conciliação, como a economia para ambas as partes. A busca de empresas interessadas tem aumentado.

Entrevista: Sulamita Pacheco

A juíza também ressaltou incentivos como o prêmio “empresa legal”, que dá destaque a empresas que mais realizam acordos nas ações promovidas pelo judiciário, como a Cosern e o Banco do Brasil, que tem ampliado sua participação em eventos como a semana nacional da conciliação. Segundo o vice-presidente do TJ, a meta é estimular a conciliação no 2º grau. Ele pontua que, atualmente, existem 5198 processos, em recurso no TJRN, ligados a instituições financeiras. Para ele, a conciliação não é mais só uma etapa processual, mas sim, uma prática do poder judiciário.

Entrevista: Desembargador Saraiva Sobrinho

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200