Boletim - 25-02-2013

 

REGISTROS DE CASOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA AUMENTAM DURANTE O FINAL DE SEMANA NA CAPITAL DO RIO GRANDE DO NORTE

De acordo com a juíza Maria Socorro Pinto de Oliveira, titular do Juizado Especial da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, da comarca de Natal, o número de denúncias de violência doméstica cresce no final de semana. Cerca de 30 casos são registrados na unidade judicial durante os plantões dos sábados e domingos. Para a magistrada, o uso do álcool e de outras drogas tem grande influência nessa realidade.

Sonora1: juíza Maria Socorro Pinto de Oliveira
Com o aumento das denúncias, o Juizado Especial chegou a acumular 5 mil processos. Esse número foi reduzido para mais da metade, com implantação de um novo sistema de tramite dos processos.

Sonora2: juíza Maria Socorro Pinto de Oliveira
Apesar do aumento no número de mulheres que denunciam as agressões, muitas vezes influenciada por casos de repercussão nacional, para a magistrada os dados registrados ainda não refletem a realidade.

Sonora3: juíza Maria Socorro Pinto de Oliveira
A juíza Maria Socorro Pinto de Oliveira explica o que deve ser feito para denunciar os casos de agressão.

Sonora4: juíza Maria Socorro Pinto de Oliveira
O Juizado Especial da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, da comarca de Natal, funciona na Rua Dr. Lauro Pinto, 346, no Bairro de Lagoa Nova.

 

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200