CONSUMIDOR.GOV: ferramenta tecnológica permite interlocução direta entre clientes e empresas

Publicado em Sexta, 07 Agosto 2020 07:41

É dever do Poder Judiciário fomentar a cultura da paz no país e desde 2006, por iniciativa do Conselho Nacional da Justiça (CNJ), foi iniciado no país o Movimento pela Conciliação, cuja principal finalidade é buscar a pacificação social entre as partes envolvidas em cada processo. A Justiça potiguar, acompanhando essa linha de atuação, firmou acordo de cooperação técnica com a Secretaria Nacional do Consumidor em que se encarregou de auxiliar na divulgação da plataforma CONSUMIDOR.GOV.BR

A plataforma é um serviço público que permite a interlocução direta entre consumidores e empresas para solução de conflitos de consumo pela internet. Para aqueles consumidores que desejarem a intermediação de um advogado, basta este anexar a procuração no site mencionado acima.

Considerando o momento atual, em que a pandemia causada pelo coronavírus (Covid-19) nos orienta a evitar aglomerações e modificou o funcionamento de estabelecimentos comerciais, órgãos públicos, etc.,
o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos recomenda a utilização da plataforma CONSUMIDOR.GOV.BR, como um meio alternativo à solução de conflitos de forma rápida e econômica.

A plataforma é monitorada pela Secretaria Nacional do Consumidor - Senacon - do Ministério da Justiça, Procons, Defensorias, Ministérios Públicos e também por toda a sociedade. Esta ferramenta possibilita a resolução de conflitos de consumo de forma rápida e desburocratizada com 699 empresas conveniadas.

Em julho deste ano a plataforma registrou o protocolamento de 989 reclamações no Estado do Rio Grande do Norte, as quais obtiveram 73% de resolutividade em um tempo médio de oito dias para resposta. O serviço oferecido pela plataforma CONSUMIDOR.GOV.BR vem ao encontro das atribuições institucionais do Poder Judiciário, clique aqui, acesse e confirme.