Esmarn é pioneira no uso de ensino remoto para o Curso de Formação Inicial de Magistrados

A Escola da Magistratura Desembargador Manoel de Araújo Silva (Esmarn) retomou, nesta sexta-feira (5), as aulas do 4º Curso de Formação Inicial de Magistrados, por meio de ensino remoto. A iniciativa, pioneira entre as instituições de ensino dos Tribunais de todo o país, recebeu autorização da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam), após envio de requerimento e projeto pedagógico específico para a proposta em execução.

A medida foi adotada após a suspensão das aulas presenciais do Curso de Formação, em 20 de março último, atendendo as recomendações de prevenção e controle da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19). Diante desse grande desafio, a Esmarn envidou esforços no sentido de disponibilizar, em curto espaço de tempo, uma plataforma capaz de garantir a qualidade e rigor necessários à formação, reunindo as tecnologias do ensino remoto e as ferramentas da educação a distância.

Planejado para acontecer com essa forma híbrida, o curso conta com encontros remotos entre docentes e participantes no turno da manhã, seguido a tarde pelo uso de metodologias ativas no ambiente EAD da Escola. As ações envolverão a participação em fóruns de discussão, wiki (ferramenta utilizada através da escrita virtual, onde todos podem atuar, interagir e trocar informações sobre o assunto, gerando produções colaborativas), leitura de textos, acesso a vídeos e textos, além da realização de atividades e tarefas finais, entre outros recursos disponíveis no ambiente EAD.

Serão ofertados seis componentes curriculares por meio do formato remoto, sendo o primeiro sobre “Direitos Humanos” ministrado pelo juiz Rosivaldo Toscano. Em seguida, será ofertado o conteúdo “Direitos Fundamentais e Seguridade Social” a ser ministrado pelo juiz Marcus Vinícius Pereira Júnior; “Demandas Repetitivas e Grandes Litigantes”, pela juíza Erika de Paiva; “O Juiz e os Serviços Extrajudiciais”, explanado pelo juiz Diego Cabral; “Impactos Sociais Econômicos das Decisões Judiciais”, com o professor da Ufersa Luiz Felipe de Monteiro Seixas; e “Ética e Deontologia da Magistratura”, com o juiz Guilherme Pinto, quando se dará o encerramento do curso, previsto para o dia 30 de junho.

A nova experiência de aprendizado contempla ainda, o acesso rápido e fácil a um acervo digital com mais de 3.200 obras, entre livros, periódicos, legislação, jurisprudência e notícias das áreas jurídica e afins, possível através do uso da Biblioteca Virtual da Esmarn, disponível a todos os magistrados e servidores do Poder Judiciário Estadual.

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200