Corregedoria mantém plenas atividades em sua primeira semana de trabalho remoto

Em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Corregedoria Geral de Justiça (CGJ) do Rio Grande do Norte está trabalhando de forma remota, sem expediente presencial. Mas o trabalho não para. Entre a última segunda-feira (23) e ontem (30), o órgão realizou quatro correições virtuais, nas quais foram analisados 360 processos. Outras quatro estão previstas para esta semana.

Nesse período foram editadas 39 portarias, dois ofícios circulares, 10 ofícios e dois provimentos, além da emissão de 75 certidões.

O órgão deu cumprimento a mais de 100 processos e recebeu ainda outros 87 novos processos, por meio dos sistemas PJe-Cor e Sigajus.

Transformação

Para o corregedor geral, desembargador Amaury Moura, o trabalho remoto durante o isolamento representa um momento de transformação digital para a Justiça. “Considero um momento importante para refletir sobre a mudança dos tempos. Essa não será a última pandemia. Precisamos agir de forma inteligente e incorporar as lições aprendidas na nossa rotina”.

Ele parabenizou e agradeceu a todos pelo empenho demonstrado durante a primeira semana de isolamento, no que classificou como um teste de autonomia.

Recurso

O órgão está utilizando o recurso das videoconferências para realizar as reuniões necessárias. Desde o dia 23 de março foram realizadas uma videoconferência para planejamento de ações relacionados ao sistema carcerário, envolvendo ainda o Grupo de Monitoramento do Sistema Carcerário, Ministério Público Estadual, ITEP, CGP; uma videoconferência para planejar as ações após a suspensão presencial do atendimento ao público pelos cartórios extrajudiciais; três videoconferências para deliberações do fundo de compensação FCRCPN; e outras dez videoconferências para deliberações de ações de planejamento das ações internas da própria Corregedoria.

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200