TJRN realiza posse dos novos dirigentes

O desembargador Aderson Silvino assumiu na noite de hoje a presidência do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte para o biênio 2013/2014 em cerimônia realizada no Centro de Operações da Justiça Eleitoral (COJE), em Natal. Juntamente com ele, assumiram as funções de vice-presidente e corregedor geral, respectivamente, os desembargadores Saraiva Sobrinho e Vivaldo Pinheiro. O desembargador Expedito Ferreira assume a diretoria da Esmarn. Já a ouvidoria terá como titular o des. Cláudio Santos e o des. Dilermano Mota como ouvidor substituto. Os desembargadores Amaury Moura e Dilermano Mota serão os membros do Conselho da Magistratura e a desembargadora Maria Zeneide Bezerra será a diretora da Revista de Jurisprudência. A solenidade contou com a presença de diversas autoridades das três esferas de poder.

Em seu discurso de posse, o novo presidente do TJRN afirmou que almeja liderar um movimento para revigorar a imagem pública do Judiciário potiguar, identificando-a cada vez mais com a cidadania e harmonizando-a com as transformações da sociedade. O melhor aproveitamento possível do potencial dos recursos humanos, financeiros e tecnológicos será perseguido sempre pela nova gestão.

A virtualização do processo judicial foi uma das medidas apresentadas pelo desembargador Aderson Silvino visando dar maior celeridade e fortalecer a Justiça no Rio Grande do Norte. O presidente disse ainda que buscará reduzir despesas e priorizar investimentos, ao mesmo tempo em que investirá na valorização dos servidores do TJRN. “Com isso, antevejo a satisfação dos usuários da Justiça, pelos quais lutarei para atender os anseios de melhora”, frisou.

Aderson Silvino destacou ainda que pretende desmistificar as funções e procedimentos do Poder Judiciário para o cidadão por meio de um sistema de comunicação que simplifique o entendimento das decisões e da missão do Judiciário, aproximando cada vez mais o TJRN da população e exercendo suas funções com transparência e eficiência.

Em nome do TJRN, o desembargador João Rebouças fez a saudação aos novos dirigentes da Casa. O magistrado fez uma síntese da carreira do desembargador Aderson Silvino até a sua chegada à Presidência do TJ e destacou que o novo presidente possui todas as condições e experiência adquirida através de seu trabalho para dirigir os destinos do Tribunal de Justiça. João Rebouças afirmou que o novo presidente encontrará desafios, mas também as melhores soluções. Ele disse que todos esperam do presidente guiada pela ousadia e transparência.

 

Balanço

Em seu discurso de despedida, a desembargadora Judite Nunes fez um balanço das medidas austeras tomadas para garantir o equilíbrio orçamentário e financeiro da instituição e disse ter a certeza que deixa um Judiciário mais independente, transparente e mais próximo do cidadão, com um orçamento real e adequado o suficiente para despesas atuais e futuras.

Após dar abrir a solenidade e dar posse ao desembargador Aderson Silvino como presidente da Instituição, a desembargadora Judite Nunes fez um discurso de despedida ressaltando os seus atos mais marcantes frente ao TJRN, assim como desejando pleno êxito aos novos dirigentes.

Ela iniciou seu discurso afirmando que, em sua gestão, não abriu mão de seus princípios, até porque o Poder Judiciário é o guardião das promessas. A desembargadora disse que seus atos frente ao TJRN foram guiados pelos princípios que norteiam a boa administração, como o da legalidade, impessoalidade e publicidade.

A desembargadora Judite Nunes afirmou que por vezes foi incompreendida em alguns de seus atos, mas que tem a certeza que hoje deixa para as demais gestões um Judiciário mais forte. Ela agradeceu aos que compreenderam seus atos e que foram parceiros, pois juntos combateram as adversidades surgidas durante a gestão.

Ela agradeceu a governadora Rosalba Ciarlini, com quem sempre manteve um diálogo que favoreceu a harmonia entre os poderes. A Assembleia Legislativa, agradeceu pela parceria no que concerne aos pleitos do Judiciário, e que sempre tratou com respeito e atenção os membros do TJ. Agradeceu ainda aos membros do Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público.

A desembargadora Judite Nunes agradeceu ao vice-presidente, desembargador Expedito Ferreira pela presença constante, ao corregedor Cláudio Santos, aos juízes auxiliares da Presidência pelo apoio e pelo trabalho em equipe, aos decanos Amaury Moura e Caio Alencar e aos servidores e magistrados do Estado. Também agradeceu a AMARN pela parceria, diálogo e entendimento quantos às limitações existentes, mas que juntos foi possível conseguir algumas conquistas.

Ao final, afirmou que tem a certeza que deixa um Judiciário mais independente, transparente e mais próximo do cidadão, com um orçamento real e adequado o suficiente para despesas atuais e futuras, inclusive para que se possa realizar os concursos para magistrados e servidores.

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça 7 de Setembro, S/N, Natal/RN, 59025-300 - (84) 3616-6200