Justiça e Escola: 120 professores da rede municipal participam da formação em Currais Novos

O Núcleo de Ações e Programas Socioambientais (Naps), do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, encerrou na sexta-feira (05), mais uma edição do programa “Justiça e Escola”, dessa vez realizada na comarca de Currais Novos. A cerimônia de encerramento aconteceu na escola municipal Humberto Gama, fechando um ciclo de dois dias de atividades realizados com 120 educadores da cidade.

O encerramento contou com a presença do presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador João Rebouças, da coordenadora do Naps, a desembargadora Maria Zeneide Bezerra, do juiz da comarca de Currais Novos, Marcus Vinicius Pereira Júnior, e do prefeito da cidade, Odon Júnior. Durante a solenidade crianças e adolescentes de projetos sociais do município realizaram apresentações culturais para as autoridades e professores presentes.

Para o presidente do TJRN, desembargador João Rebouças, o programa “é uma forma de o tribunal estar presente. Tradicionalmente a Justiça é muito fechada, isso é uma maneira de se aproximar do cidadão e demonstrar que o juiz, o julgador, também é um cidadão igual aos outros”. Além disso, o desembargador ressaltou que é importante levar para a escola ideias de cidadania, lealdade, seriedade e honestidade. “Os professores devem ser multiplicadores dessas ideias e o aluno deve ser mentor dessa ideia de futuro melhor para todos nós”, completou.

Durante os dois dias foram trabalhadas as ideias e conceitos a respeito de sinceridade, respeito, cidadania, zelo, senso de justiça e responsabilidade, os pilares do “Justiça e Escola”, com os 120 educadores da rede municipal, que trabalham com crianças do 5º aos 9º ano do ensino fundamental.

A professora Sandelly Beatriz, que participou dos dois dias de formação, acredita que foi uma experiência muito importante e agregadora para os que participaram. “A gente convive em uma sociedade que tem desvalorizado muito a educação, a família tem se distanciado da escola, dos professores, e com isso a educação dos filhos tem ficado a maior parte como responsabilidade da escola. Nesses dois dias a gente viu que não era bem assim, que a família e a comunidade tem que andar juntas”, comentou a educadora.

Professora, Rosângela Marinho ressaltou a importância da parceria entre a comunidade escolar e a Justiça. “Um projeto como esse nos possibilita pensar que a escola pode trabalhar junto com a justiça para trazer benefícios que nem nós conhecíamos, foi muito agregador”, disse.

A coordenadora do NAPS, desembargadora Zeneide Bezerra pontuou que “no Justiça e Escola estamos pregando principalmente a ética e a gente viu que nós fizemos muito bem em vir aqui, tivemos um feedback muito positivo da classe educacional. Espero que possam multiplicar junto aos meninos e meninas dessa cidade aquilo tudo que foi posto, os valores e os pilares que a gente deixa aqui.”

Concurso fotográfico

Durante a cerimônia também foram anunciados os ganhadores de um concurso de fotografias, que foram tiradas durante a abertura da semana do meio ambiente de Currais Novos, no Cânion dos Apertados. O fotógrafo do TJRN, Tasso Alves, e Janaína Medeiros, responsável pelo Geoparque, anunciaram três primeiros lugares: Ledson França, juiz Marcus Vinicius e Jonílson Pereira. Cópias das fotografias vencedoras foram entregues às autoridades presentes.

 

 

 

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200