TJRN recebe pesquisadora que faz levantamento sobre métodos de conciliação pelo Brasil

O Tribunal de Justiça recebeu, nesta sexta-feira (14), a pesquisadora da organização não governamental Instituto Terre des Hommes, Graziele Valente, que veio conhecer os modelos de Justiça Restaurativa e métodos consensuais de solução de conflitos, empregados pelo Poder Judiciário potiguar. Ela tem visitado instituições socioeducativas e órgãos públicos pelo país, com este propósito.

No Tribunal, ela foi recebida pela assessora da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude (CEIJ), Lenôra Bezerra, que falou com ela sobre o trabalho desenvolvido pela unidade e seus fóruns regionais. Graziele, que atua na filial da ong em Fortaleza, esteve também no Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), onde conversou com Ana Paula Felizardo, servidora do gabinete do desembargador Dilermando Mota, presidente do núcleo.

A pesquisa funciona em parceria com o Conanda (Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente) e do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos na busca por estratégias para soluções consensuais de conflitos no âmbito das unidades de privação de liberdade. A pesquisadora explica que o trabalho tem abrangência nacional.

“Nós estamos viajando o Brasil inteiro para poder verificar como está a situação de cada estado sobre métodos de soluções consensuais de conflitos. Nessa parte da nossa pesquisa estamos buscando instituições que atuam com excepcionalidade na intervenção judicial, foi assim que chegamos ao TJRN”, diz a pesquisadora.

Graziela Valente também foi recebida pelo juiz auxiliar da Corregedoria Geral de Justiça, Fábio Ataíde.
 

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200