Justiça e Escola: Areia Branca capacita 180 professores da rede de ensino com pilares da ética

​​​​​

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, por meio do Núcleo de Ações e Programas Socioambientais (NAPS), encerrou, na sexta-feira (17), mais um ciclo de formação das atividades relacionadas ao programa “Justiça e Escola” desenvolvido pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN). Desta vez, a iniciativa aconteceu no município de Areia Branca, em cerimônia realizada na Escola Municipal Professora Geralda Cruz, área urbana da cidade.

O encerramento contou com a presença do presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador João Rebouças e da coordenadora do NAPS, a desembargadora Maria Zeneide Bezerra e do Corregedor de Justiça, desembargador Amaury Moura Sobrinho além da prefeita Iraneide Rebouças, dentre outras autoridades municipais.

"Este é um programa que contribui para uma maior consciência sobre civismo, para jovens com maior senso de responsabilidade", observa o presidente do TJRN, ao ressaltar que se sente gratificado em ver a chegada do programa Justiça e Escola na sua terra natal.

"O programa começou a deixar um legado antes mesmo da formação dos professores começar, porque nos vimos motivados a reformar parte da escola. Algo que não acontecia há 13 anos. A Justiça nos motivou antes mesmo da capacitação, com esse treinamento, a melhorarmos a estrutura da unidade", comenta a secretária de Educação do município, Aparecida Medeiros. Mas, para ela, os benefícios vão muito além da estrutura física.

"Os pilares com os quais o programa trabalha também deixam um legado que não acaba aqui. Com certeza, vamos usar a criatividade e buscar maneiras de envolver toda a comunidade e replicar os valores que o programa transmite para além das salas de aula", acrescenta a secretária, no evento de encerramento da edição do “Justiça e Escola”, que capacita os professores colocando em pauta a formação do cidadão e a aplicação dos princípios do programa "O Caráter Conta", que são o zelo, cidadania, senso de justiça, sinceridade, respeito e responsabilidade, dentro da escola e na casa dos alunos.

O treinamento foi iniciado na manhã da quinta feira e envolveu 180 professores, das 23 escolas do município, os quais replicarão os pilares para mais de 3500 alunos. Um treinamento que chegou em boa hora, segundo a diretora da unidade, Ana Paula Caldas.

"Essa escola é uma das que apresentam maior diversidade no perfil dos alunos. Tem muitos da zona rural, muitos da periferia e temos um quadro de vulnerabilidade social. Temos alunos que se envolveram com drogas, com outros problemas, e o programa motivou os professores a buscarmos, nesses princípios, formas de mudar isso", avalia a diretora da unidade.

Para a desembargadora Maria Zeneide Bezerra, coordenadora geral do NAPS, o projeto aproxima comunidade escolar e repagina a consciência sobre os valores trabalhados no programa.

"O tribunal incentiva, por meio do programa, um novo modo de pensar. Deixamos sempre a marca do programa Caráter Conta/Justiça e Escola onde passamos com essa iniciativa", destaca a desembargadora, cujo pensamento é compartilhado pela prefeita de Areia Branca, Iraneide Rebouças.

"Com essa ação, a Justiça se une com o município, no trabalho desses pilares na formação do cidadão de bem. É um divisor de águas", acrescenta a chefe do Executivo municipal.


 

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200