Copegam promove Encontro Estadual de Juízes Coordenadores com foco na gestão sustentável da água

A Coordenadoria Permanente de Gestão Ambiental (Copegam) do Tribunal de Justiça RN realizou, na última sexta-feira (22), o 1º Encontro Estadual dos Juízes Coordenadores Regionais da Copegam, o qual celebrou o Dia Mundial da Água. O evento foi realizado no auditório do Complexo Judiciário, em Potilândia.

A juíza Fátima Soares, coordenadora da Copegam, destacou a importância da data e reafirmou para os juízes coordenadores que “estamos juntos na busca de uma gestão sustentável para o TJRN e trataremos aqui das finalidades da Copegam, com olhar especial para o uso consciente da água em nossa instituição”.

A desembargadora Zeneide Bezerra, coordenadora do Núcleo de Ações e Programas Socioambientais, frisou que “a preocupação com o ecossistema inicia-se em nossas atividades cotidianas e diárias”. Ela ainda ressaltou que as ações da Copegam “devem estar integradas ao setor de Gestão Estratégica do tribunal”, uma vez que “existem diversos indicadores e selos de qualidade do CNJ que tomam se baseiam no desenvolvimento das questões ambientais”.

Já o desembargador Amaury Moura Sobrinho, corregedor geral de Justiça, se disse honrado em integrar um movimento para “salvaguardar a água, esse elemento tão importante para a manutenção da vida no planeta”.

Palestrante do evento, a professora pós-doutora Marjorie Fonseca, coordenadora do Programa de Educação Ambiental da UFRN, destacou a extensão do conceito de meio ambiente, “que abrange dentre outros, também o ambiente laboral e institucional”; surgindo a partir daí uma série de legislações e regulamentações que tratam do tema nas instituições públicas. A palestra enfocou o tema “Gestão e sustentabilidade”, ressaltando a importância do gestor público enquanto agente transformador.

Práticas

No decorrer do encontro, os juízes coordenadores conversaram sobre as dificuldades encontradas em suas respectivas regiões e trocaram experiências condizentes às boas praticas realizadas na área de gestão sustentável. O juiz Marcus Vinícius Pereira Júnior, coordenador da regional do Seridó, por exemplo, apresentou um projeto bem sucedido na comarca de Currais Novos de reutilização da água de aparelhos de ar condicionado para regagem de plantas e limpeza do fórum.

Já a juíza Cínthia Medeiros, coordenadora da regional Oeste, identificou a necessidade urgente de revisar as instalações hidráulicas do Fórum de Mossoró a fim de evitar desperdício em torneiras e descargas.

O juiz Michel Mascarenhas, que no evento posse tomou como coordenador da regional do Trairi, e o juiz Tiago Neves, coordenador da regional Agreste, solicitaram a retirada de materiais e equipamentos inservíveis de suas unidades, com o devido encaminhamento para reciclagem.

Por sua vez, o juiz Cleudson Vale, coordenador da regional do Mato Grande, solicitou a efetiva adesão da alta administração do TJRN no sentido de implementar regulamentações como o Plano de Logística Sustentável (PLS), de 2015, e da Agenda Ambiental da Administração Pública, a chamada A3P, de 2011.

Ao final do encontro, foi redigida em conjunto uma carta, que será encaminhada para a Presidência do tribunal, indicando as deliberações e manifestações dos participantes do evento.

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200