Recursos de penas pecuniárias viabilizam projeto de educação musical na comarca de Patu

A destinação dos recursos de penas pecuniárias pelo Poder Judiciário – quando há a aplicação de multas a crimes sem necessidade de prisão – irá beneficiar a população da comarca de Patu. A destinação de R$ 4.820 para aquisição de 17 violões viabilizou o projeto "Música, Som e Cidadania", lançado na última quinta-feira (21) pelo juiz Valdir Flávio Maia e pelo prefeito Rivelino Câmara.

O projeto será desenvolvido pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação em parceria com o Poder Judiciário. O público beneficiado são crianças e adolescentes entre 7 e 17 anos de idade, inscritos no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), um dos serviços da Proteção Social Básica do SUAS, ofertado pelo CRAS. Atualmente o SCFV do município de Patu atende cerca de 378 crianças inscritas.

Segundo o prefeito, "a música favorece o desenvolvimento da sensibilidade, criatividade, senso crítico, concentração, disciplina, além de propiciar prazer e muitos outros benefícios. Sendo assim, oferecer aulas de violão ao público, especificamente vulnerável, de nossa cidade significa empoderar crianças e adolescentes em favor da inclusão e do desenvolvimento de suas competências”. O gestor destaca ainda que a iniciativa é uma maneira de prevenir situações de risco como envolvimento com drogas, depressão, violência e trabalho infantil.

O juiz Valdir Flávio Maia externou sua satisfação em ver a alegria dos jovens beneficiados e destacou que novos projetos estão sendo viabilizados pelo Poder Judiciário para premiar a sociedade patuense.

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200