TJRN faz encerramento da Semana Nacional da Conciliação

O Poder Judiciário encerrou, nesta tarde (14), as atividades da 7ª Semana Nacional de Conciliação 2012. A solenidade de encerramento aconteceu no Auditório da Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte-ESMARN e contou com a presença de diversas autoridades, como a presidente do TJRN, desembargadora Judite Nunes, o desembargador Amaury Moura, a presidente da Comissão Estadual de Conciliação, desembargadora Zeneide Bezerra, o juiz do Tribunal Regional do Trabalho-TRT/RN, Alexandre Érico, o procurador geral de justiça, Manoel Onofre Neto, entre outros.

Ao discursar, a desembargadora Zeneide Bezerra se mostrou bastante feliz com o evento, pois na sua avaliação, através dele, o Judiciário se aproxima, cada vez mais do povo. Ela também destacou e agradeceu a ajuda de todos os parceiros, que juntos com o Tribunal de Justiça, a Justiça Federal e o Tribunal Regional do Trabalho, conseguiram mais de 70% de acordos, especialmente em processos envolvendo bancos e a Fazenda Pública, o que ela considera um feito a ser comemorado.

Ela destacou o trabalho desempenhado pelos 14 juízes, os diversos advogados, os defensores públicos, as advogadas da ABMCJ, ou seja, de todos os envolvidos nas audiências, na realização dos exames de DNA, nos plantões jurídicos (sob a coordenação do juiz José Undário). Segundo a desembargadora, tudo foi feito pensando nas partes litigantes. Ela disse que todos os juízes estão satisfeitos com o trabalho desenvolvido e que a consequência disso é uma maior transparência para o Judiciário e uma aproximação maior do cidadão, o que facilita a busca pela cidadania.

Ao final, a desembargadora agradeceu o trabalho de todos os parceiros, servidores e também da mídia, que colaborou divulgando o evento para toda a sociedade. “Que a construção da cidadania através do acordo seja uma coisa cotidiana e não se encerre nesta semana. Deve ocorrer o ano inteiro”, desejou.

A presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Judite Nunes ressaltou a importância da conciliação, já que contribui para diminuir substancialmente o tempo de duração do litígio, viabilizando a solução de conflitos por meio de procedimentos informais e simplificados e reduz o número de processos no Poder Judiciário. Ela agradeceu o apoio das instituições que foram, para ela, fundamentais para o êxito do evento. Ela congratulou os 51 casais que participaram do casamento coletivo.

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça 7 de Setembro, S/N, Natal/RN, 59025-300 - (84) 3616-6200