Maioria das entidades contempladas são beneficentes

Após a prioridade dada à segurança, o atual edital contemplou, em sua maioria, entidades beneficentes como a Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer, o Instituto Amantino Câmara, o Grupo de Apoio à Criança com Câncer, as Aldeias Infantis SOS Brasil e a Associação dos Pais e Amigos dos Autistas. “Esse projeto é uma injeção de esperança para mim”, declarou o poeta mossoroense Antônio Francisco, que fez o encerramento da cerimônia, declamando seus versos. Confira AQUI a relação completa dos contemplados.

Prestes a completar 117 anos de atuação, o Instituto Histórico e Geográfico do RN também foi um dos contemplados. Seu diretor, Ormuz Barbalho Simonetti, ressaltou que o alvará irá possibilitar dotar o órgão de melhores condições de segurança para a preservação de ser acervo. “Nós tomamos conta de toda a memória do Estado do Rio Grande do Norte. Somos responsáveis pela guarda de documentos, livros e peças de mais de 400 anos de história. Nosso acervo histórico é muito grande e nós não temos a segurança que deveríamos ter. Esse alvará vai nos dar essa condição”, disse Ormuz.

Também estiveram presentes as juízas Gisele Besch e Welma Menezes, respectivamente, do 1º e do 3º Juizados Especiais de Mossoró; a juíza Ana Clarisse Pereira, representando a Associação dos Magistrados; a promotora Flávia Queiroz; o advogado Luís Carlos Batista, representando a OAB Mossoró; e o procurador adjunto do Município, Júlio César Soares.

 

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça 7 de Setembro, S/N, Natal/RN, 59025-300 - (84) 3616-6200