Magistrados visitam obras da nova sede do TJRN

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Expedito Ferreira, realizou nesta quarta-feira (10) uma visita técnicas às obras das novas instalações que abrigarão a sede do Poder Judiciário estadual. Junto a ele, uma comitiva formada pelos desembargadores João Rebouças, Zeneide Bezerra, Amaury Moura, Saraiva Sobrinho e pelos juízes Herval Sampaio e Eduardo Pinheiro, também pôde acompanhar os avanços no andamento das obras, acompanhada dos secretários Luiz Mariz e Flavianne Fagundes.

Expedito Ferreira enfatizou que a obra contribui para o bem-estar de todos que buscam os serviços do Poder Judiciário. “A nova sede do Tribunal de justiça é a realização de um sonho. A obra deve ser entregue em 36 meses. O investimento foi feito pensando na acomodação dos servidores e para melhor prestação de serviço a toda a comunidade”.

Durante a visita, uma equipe composta por técnicos da empresa COMTÉRMICA Ltda, responsável pela execução da obra, e por servidores do Departamento de Engenharia e Arquitetura (DAE) do TJRN apresentou detalhes do projeto. O engenheiro civil Alexandre Mousinho destacou a agilidade na construção do prédio. “Cerca de 200 homens estão trabalhando de segunda a sábado para que possamos reduzir o prazo de entrega desta obra”, observa o engenheiro.

Estrutura

O Poder Judiciário investirá R$ 72.729.424,41 na construção do novo edifício-sede. O projeto traz a proposta de construção de dois prédios que ocuparão uma área de 30.852 m²: o edifício administrativo e o edifício-garagem.

A parte administrativa ocupa cerca de 12 mil m² e será distribuído em 12 pavimentos que abrigarão todas as secretarias administrativas, incluindo aquelas que hoje se encontram em imóveis anexos, além dos setores de apoio como Ouvidoria, Data Center, Correios, agência bancária e segurança institucional. A nova sede já contará com 21 gabinetes para desembargadores, que serão alocados entre o 4º e o 8º pavimento.

Já o edifício-garagem ocupará cerca de 18 mil m². O prédio comportará 592 vagas para carros, 50 vagas para moto, além de uma sala reservada aos motoristas e três elevadores.

O auditório do prédio está sendo construído com instalações independentes do prédio administrativo. O projeto prevê 412 assentos, além de sala de áudio e vídeo, banheiros, copa e sala VIP. A estrutura também conta com um prédio de apoio que ocupará cerca de 230 m² e abrigará almoxarifado, depósitos, vestiários e sala de descanso.

O projeto arquitetônico traz inovações e a proposta de uma infraestrutura moderna que apresenta especificações que contribuem para o uso racional dos recursos e a sustentabilidade, refletindo a preocupação com a preservação ambiental. Estão inclusos no projeto: sistemas elétricos com baixa demanda energética; torneiras com acionamento/fechamento automático, captação e armazenamento de água pluvial e Infraestrutura para captação fotovoltaica.

Fiscalização

Para realizar inspeções e visitas técnicas semanais na obra, foi instituída uma comissão de fiscalização técnica formada por quatro profissionais do DAE que atuam na área de construção civil: os engenheiros civis Juvêncio Mendes e Javier Oliveira; o arquiteto Stanley Fernandes; e o engenheiro eletricista Milton Gomes.

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça 7 de Setembro, S/N, Natal/RN, 59025-300 - (84) 3616-6200