Com investimento de R$ 4 milhões, TJRN inaugura seu novo Data Center no dia 16

Será inaugurado na próxima terça-feira (16), às 10h, o novo Data Center do Tribunal de Justiça do RN, uma das maiores iniciativas da atual gestão do TJRN. O equipamento ficará instalado na sede da Escola da Magistratura (Esmarn) e representa um investimento de R$ 4,2 milhões.

Também conhecido como centro de processamento de dados, o Data Center é uma sala segura, certificada internacionalmente, apropriada para garantir a disponibilidade dos serviços de Tecnologia da Informação e Comunicação, 24 horas por dia. Nele, estarão armazenados todos os equipamentos de conectividade de rede necessários à interligação de todas as unidades jurisdicionais da Justiça Estadual com a internet.

O secretário de Tecnologia da Informação do TJRN, Gerânio Gomes, ressalta que a Justiça potiguar contará com um dos melhores Data Center do Brasil e que desde o ano de 2004 o Poder Judiciário do RN necessitava de aperfeiçoamento nessa área. Gerânio aponta que o equipamento está preparado para suportar falhas elétricas, incêndio, arrombamentos, dentre outros incidentes que, porventura, aconteçam.

De acordo com o secretário da Setic, já a partir do dia 13 de outubro, o novo Data Center concentrará os sistemas computacionais do TJRN, a exemplo do PJe, SAJ, Diário da Justiça, Jurisprudências, todos os sistemas administrativos, além de todo o backup de dados. Gerânio Gomes afirma que já existem no sistema PJe quase um milhão de processos eletrônicos armazenados.

“Todos os esforços estão sendo feitos para dotar a área de TI do Tribunal de Justiça com o que há de melhor neste segmento tecnológico, desde o computador de mesa para atualizar instrumentalmente o trabalho de magistrados e servidores, até os mais complexos sistemas, e não poderia ser diferente em relação à estrutura de Data Center, para oferecer segurança ao gerenciamento de dados em um Judiciário que recebe uma quantidade cada vez maior de processos a cada ano”, ressalta o presidente do TJRN, desembargador Expedito Ferreira.

Salto tecnológico

O Tribunal saltará de uma sala de processamento de dados atual de 9 m², situada no prédio sede do Poder Judiciário, para um centro de processamento de dados com 29 m², somente de data center, e com área de 100 metros quadrados, incluindo equipamentos de suporte como grupo moto gerador, nobreaks de grande porte e subestação abrigada. Isto garantirá o fornecimento permanente de energia ao setor, que não terá o funcionamento prejudicado por eventuais quedas no fornecimento de energia elétrica. Com os equipamentos adquiridos, a sala estará sempre disponível.

Somente a sala propriamente dita desta central terá 29 metros quadrados de área. A unidade terá tamanho suficiente para comportar os serviços de tecnologia de hoje e dos próximos cinco anos, pelo menos. O projeto foi concebido para longo prazo. Uma das características das instalações é que caso haja necessidade, os equipamentos poderão ser transportados para outro ambiente, como a futura nova sede do TJRN.

“Toda a estrutura do novo data center possuirá duas certificações internacionais, em ramos como prevenção à incêndio a incêndio, desabamento e alagamento, entre outras garantias. Todo o ambiente será monitorada à distância e os gestores da Setic receberão sempre, se for o caso, alertas proativos para ação imediata para correção de eventuais problemas”, destaca o titular da Setic, Gerânio Gomes.

Na hipótese de faltar energia na cidade, a unidade terá capacidade de permanecer funcionando e garantir a disponibilidade do sistema. Fatores naturais como chuvas e raios também não deverão afetar o centro de processamento de dados, projetado para não sofrer consequências por essas e outras intempéries. A sala também será a prova de aquecimento.
 

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça 7 de Setembro, S/N, Natal/RN, 59025-300 - (84) 3616-6200