Esmarn: estagiários de Pós-Graduação selecionados para Varas da Infância recebem formação

Os profissionais selecionados pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte (TJRN) para estágio de Pós-Graduação em Varas da Infância e Juventude passam por uma formação inicial na Escola da Magistratura do RN. O curso, dividido em vários módulos, foi solicitado pela Coordenadoria Estadual da Infância e da Juventude (CEIJ) e é ministrado pelo juiz José Dantas Paiva e pela pedagoga Lenora de Azevedo.

Ao todo, 18 profissionais nas áreas de Serviço Social, Psicologia e Pedagogia serão designados para desempenhar atividades nas Varas da Infância e Juventude de Caicó, Mossoró, Pau dos Ferros, Nova Cruz, João Câmara, Macau e Natal.

O magistrado José Dantas de Paiva, titular da 1° Vara da Infância e Juventude de Natal e coordenador da CEIJ, destaca a importância do projeto por ser a primeira vez que o TJRN seleciona estagiários de Pós-Graduação e por ser uma oportunidade para o crescimento de conteúdo acadêmico potiguar voltado a essa área.

Segundo ele, quem tem experiência na Vara da Infância reunirá mais “subsídios para uma dissertação, TCC, ou tese de doutorado. Eles vão ter a possibilidade de fazer isso, além de trabalhar com a infância e juventude”.

Teoria e prática

Durante a capacitação, os técnicos receberão aulas teóricas, ministradas por professores formados em Psicologia, Serviço Social e Pedagogia, e práticas. “No decorrer de agosto, depois das aulas presenciais-teóricas, haverá atividades de campo. Eles vão conhecer as unidades de privação de liberdade e acolhimento institucional”, destaca o juiz.

A formação tem o objetivo de instruir os técnicos para seus trabalhos nas áreas de adoção (atendendo e preparando pais pretendentes); justiça restaurativa; depoimento especial sem dano; liberdade assistida; e reinserção social e familiar (atendendo crianças e adolescentes em situações de acolhimento institucional e conflito com a lei); realizando inspeções nas unidades; ajudando juízes com pareceres; entre outras atribuições.

Como as aulas teóricas são voltadas ao tema da Infância e da Juventude, o magistrado José Dantas de Paiva aponta que técnicos de outras áreas e varas acabam por aproveitar a oportunidade e muitos também se fazem presentes na formação. “Além de ser um curso de formação inicial, também é um curso de atualização”, avalia.

A pedagoga responsável pelo primeiro módulo teórico da formação, Lenora de Azevedo, ressalta a boa aprovação dos participantes: “Eles estão vindo de locais distantes, mas vieram para Natal fazer o curso que possibilitará desempenharem as atividades em seus fóruns regionais com mais qualidade”.

* Com informações da Esmarn

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200